quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Amada Aguia...


Águia hoje eu te peço
Pois logo me despeço
Não me abandones nunca
Pois preciso de você

Hoje sou flor de laranjeira
Logo sou fruto
Desta vida brejeira
Que me passa sorrateira

O amor que tenho por ti
Não é igual a nenhum
Pois no meu coração
Você é o numero um.

Posso dizer que te amo
Sem medo de errar
Pois tudo que faz por mim
Só me motivas a te amar.

Sou simples
Sou da terra
Nesta natureza que impera
Vigie-me lá do alto
Nos seus vôos pelo planalto.

E não deixes ninguém me fazer mal
Pois só quero você
E repetirei isto até o final
Mesmo que minhas pétalas caiam
Meu amor por ti não acabará
Jamais
Por que eu te amo demais.

(Fabio Farak)

Um comentário: