segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Tesouro...


Caminhando caminhei...
Procurando encontrei
Novos caminhos a percorrer
E caminhos por onde andei.

Ando sem rumo
Às vezes sem direção
Mas logo me situo e saio da contramão
Rumando pelo certo
Com o futuro em minhas mãos.

Futuro incerto
Meio deserto
Futuro que ainda não vivi
Mas que ainda hoje eu escrevi
Uma pagina que me leva aonde
O destino me encontrara.

Posso não cruzar teu destino
No futuro
Mas jamais me esquecerei de você
Isso eu juro.
Pois você está no meu presente
E na minha mente no futuro.

Meu corpo ao poucos vai envelhecer
Minha mente aos poucos vai se apagar
Meu coração poderá deixar de acelerar
Mas de você eu sempre irei lembrar.
Pois hoje é meu presente,
Quero-te no futuro
E ainda direi que no passado você para mim
Foi e sempre será meu tesouro.

Tesouro tão raro de se achar
Difícil de conquistar
Mas muito bom de cultivar.

(Fabio Farak)

Um comentário:

  1. Desculpe o palavrão, mas Caralho!
    Genialmente apaixonante!
    André Moura

    ResponderExcluir